Buscar: Newsletter:

Golpe

Tucano dá prejuízo de R$ 13,5 bi a Petrobras em venda de campo

DO BAHIA TODO DIA 29/07/2016 | 15h43

O tucano Pedro Parente, aquele cidadão que no governo FHC foi o gestor do apagão de energia, indicado pelo PSDB para presidir a Petrobras no governo golpista, acaba de dar um prejuízo de R$ 13,5 bilhões à empresa na venda do campo de Carcará, no Pré-Sal. Quem se beneficiou foi a compradora, a norueguesa Statoil, que pagará um total de R$ 8,5 bilhões por um produto que vale R$ 22 bilhões. 

Uma estimativa modesta de avaliação do poço mostra que a quantidade de petróleo que pode ser extraída de lá comprova que o seu valor é de R$ 33 bilhões. A Petrobras detinha 66% do poço, o que corresponde a R$ 22 bilhões. 

Carcará foi vendido por R$ 8,5 bilhões, metade a vista e metade condicionada à absorção de áreas vizinhas, dentro do processo que, na linguagem do setor, chama-se “unitização”, quando o concessionário leva as áreas nas quais, mesmo fora do bloco exploratório original, a reserva petrolífera se prolonga, na mesma formação geológica.

O prejuízo que a venda trará é duas vezes maior que tudo que foi desviado da Petrobras e que vem sendo divulgado pela Lava Jato. Segundo quem participa da Operação, as perdas da estatal são de R$ 6,2 bilhões. Só nesse campo, o tucano Parente arrumou uma perda de R$ 13,5 bilhões.

Enquanto no resto do mundo as petroleiras estão adquirindo poços de petróleo e exercendo direito de reserva com base nas leis de seus países, no Brasil o governo golpista está entregando os poços a preço de banana e quer mudar a lei para acabar com o privilégio de sua estatal sobre as concorrentes estrangeiras. 

Sob o governo golpista, o Brasil só perde.




Bahiatododia - o site da notícia - © Copyright 2011 a 2016 | Todos os direitos reservados.