Buscar: Newsletter:

Meio Ambiente

Camaçari transformará aterro sanitário em central de reciclagem

DO BAHIA TODO DIA 12/07/2016 | 11h03

Mais que um amontoado de resíduos, o aterro sanitário de Camaçari possui um real e imenso potencial econômico. Isso é o que mostram todos os estudos feitos pela Limpec em parceria com algumas empresas para transformar o local na primeira Central Integrada de Reciclagem (CIR) do Nordeste.

A central deve ser composta por usinas de reciclagem de pneus, reaproveitamento do gás metano, reciclagem de Resíduos da Construção Civil, unidade de compostagem de material orgânico, unidade de triagem de resíduos sólidos em geral (plásticos, metais, papéis, etc), usina de reciclagem de eletroeletrônicos e unidade de acondicionamento de lâmpadas fluorescentes.

Diretor-técnico da Limpec, Ajax Tavares explica que, “desde que chegamos à Limpec temos feito estudos e conversado com diversas empresas interessadas em firmar parcerias público-privadas para tornar essa central integrada de reciclagem uma realidade. Estamos avançando nesses estudos e apresentado o potencial ao Conselho Administrativo da Limpec”.

A implantação de uma Central Integrada de Reciclagem além de trazer benefícios ao meio ambiente, uma vez que a vida útil do aterro sanitário aumentaria significativamente, geraria lucros para empresa e renda para cooperativas de reciclagem.

“Todos os produtos que hoje aterramos têm valor comercial se reciclados. O gás metano vira energia. Hoje queimamos ele. O entulho pode virar cinco subprodutos para construção civil, hoje aterramos também. O que falar então de todo resíduo orgânico que poderia virar adubo de alta qualidade? E ainda teríamos uma unidade de triagem formada por cooperativados de Camaçari gerando renda de forma sustentável”, destaca André Anjos, diretor-presidente da Limpec.



Bahiatododia - o site da notícia - © Copyright 2011 a 2016 | Todos os direitos reservados.