Buscar: Newsletter:

Saúde

Bahia comemora três anos do Programa Mais Médico no estado

DO BAHIA TODO DIA 09/07/2016 | 17h00

Em julho de 2013, o governo federal criou o Programa Mais Médicos, pensado para ampliar a cobertura na assistência à saúde em todo o País, inclusive com a participação de profissionais estrangeiros. A Bahia se destaca como um dos estados que recebeu mais médicos do programa desde o seu lançamento, entre eles, os cubanos, que na manhã deste sábado (09) receberam especialmente uma homenagem, em cerimônia com a presença do governador Rui Costa.

O evento promovido pelo Governo do Estado, por meio das secretarias de Relações Institucionais (Serin) e da Saúde (Sesab), aconteceu no Instituto Anísio Teixeira (IAT), em Salvador, e teve também a participação de secretários estaduais, da cônsul cubana para o Nordeste, Laura Pujol, médicos do programa, outras autoridades políticas e representantes da sociedade civil.

Na Bahia, 1.064 dos 1.432 médicos do programa que atendem no estado são cubanos, o que representa 74% do total. O governador agradeceu e destacou a atuação do profissionais e sua importância, que vai além da ampliação na assistência médica. "Queria agradecer a todo o povo cubano por essa ajuda que dá aos brasileiros e baianos. É uma ajuda que vai além da Medicina. O mais médicos tem o objetivo de garantir o atendimento médico principalmente para as camadas menos assistidas de nossa população, mas é também uma grande mudança cultural e de humanização do atendimento que nosso povo está vivendo".

Atualmente, o Mais Médicos está presente em 368 municípios baianos, seja na zona urbana ou rural. O número expressivo contribuiu para a Bahia alcançar a cobertura de 72,02% da Estratégia de Saúde da Família, com um total de 3.380 equipes atuando. Estima-se que este quantitativo realize cobertura assistencial de cinco milhões de habitantes, com 687.360 atendimentos por mês.

Em cada município, os médicos são fiscalizados pelo gestor municipal e supervisores acadêmicos para que cumpram 40 horas de trabalho, integrada com ensino e serviço. A nível nacional, o programa conta com mais de 18 mil médicos distribuídos em 4.058 cidades brasileiras. Os intercambistas estrangeiros têm visto temporário por três anos, que pode ser prorrogado por mais três, caso haja permanência no Mais Médicos.

O evento contou com a presença da senadora Lídice da Mata (PSB), dos deputados federais Jorge Solla (PT) e Alice Portugal (PCdoB) e da presidente da UPB (União das Prefeituras da Bahia), Maria Quitéria. 



Bahiatododia - o site da notícia - © Copyright 2011 a 2016 | Todos os direitos reservados.