Buscar: Newsletter:

Política

Tia Eron some na hora de votar pela cassação de Eduardo Cunha

DO BAHIA TODO DIA 07/06/2016 | 19h26


A deputada baiana Tia Eron (PRB) desapareceu da Câmara nesta terça (07), na hora de votar no Conselho de Ética no processo que pede a cassação do mandato do presidente afastado, o gangster Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Provavelmente, esqueceu dos apelos de decência que fez em discurso no dia 17 de abril passado, quando votou pelo impeachment da presidenta Dilma Rousseff.

Sabe-se, Tia Eron deve votar contra a cassação de Cunha. Seu sumiço nesta terça é apenas mais um ato protelatório do gangster e sua tropa de choque, da qual a titia faz parte. Seu ato deve ter sido selado na noite de segunda (06), quando o presidente de seu partido e bispo da igreja Universal, como ela, Marcos Pereira, atual ministro do Desenvolvimento, se reuniu às pressas com o golpista Michel Temer no Palácio Jaburu.

O encontro não passou em branco. “Fiquei muito preocupado com essa notícia da reunião do presidente interino Michel Temer com o presidente do PRB. Pode não ser nada, mas é muito ruim para um governo que abriga tantos aliados do deputado Eduardo Cunha uma reunião dessas”, disse o deputado Alessandro Molon (Rede-RJ).

Uma hora Tia Eron vai ter de se posicionar ou então seu voto será dado pelo suplente, deputado Carlos Marun (PMDB-MS), membro da tropa de choque de Cunha. Sabe que votando contra a cassação do gangster sofrerá enorme desgaste na imprensa e nas redes sociais. Provavelmente perderá poucos votos, pois a maioria dos que lhe levaram à Câmara Federal é do cabresto da igreja Universal. 

De acordo com o Estadão, Tia Eron acompanhava a sessão do Conselho de Ética pela TV, de uma sala do PRB na Casa. Estava sozinha e comia frutas. Provavelmente, avalia se o que lhe é oferecido por Cunha vale o desgaste. 



Bahiatododia - o site da notícia - © Copyright 2011 a 2016 | Todos os direitos reservados.