Buscar: Newsletter:

Brasil

Limitar viagens e cortar comida do Alvorada não vai apagar o golpe

DO BAHIA TODO DIA | 04/06/2016 | 09h35

Na cadeira usurpada de presidente, Michel Temer tem intensificado as ações birrentas, típicas de golpista que acha que pode tudo, para limitar as ações da presidenta Dilma Rousseff, eleita com 54,5 milhões de votos e afastada por uma trama de corruptos.

Primeiro mandou colocar uma barreira antes do Palácio Alvorada, onde Dilma mora, para controlar quem vai visitá-la e constranger visitantes. Depois, determinou a limitação das viagens da presidenta em aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) e esta semana mandou cortar o cartão corporativo com o qual se garantia a manutenção e se fazia as compras da residência oficial, como comida e água, por exemplo. 

Essas medidas não vão dar o resultado que o golpista espera. Pelo contrário, a denúncia de tais atos vai ajudar Dilma, uma vez que setores da sociedade que se iludiram com o impeachment passarão a perceber o risco que é ter um governo sem compromisso com a democracia. 

Ao limitar viagens em aviões da FAB o golpista Michel Temer tem dois objetivos. Primeiro, quer diminuir a quqantidade de compromissos públicos, para tirar Dilma do mapa, pois está assistindo à melhoria dos índices de popularidade dela. Segundo, quer obrigar a presidenta a viajar em aviões de carreira, para que enfrente o teste de popularidade. O problema é que na velocidade que a desmoralização do golpe caminha, em breve, Dilma será aplaudida onde quer que vá. 

Com a ditadura militar foi assim. Foram poucos os dias de glória dos milicos de 1964. Para tirar o povo das ruas, eles tiveram que inventar os Atos Institucionais, como o AI-5. Talvez é o que o conspirador esteja querendo para garantir sua permanência no cargo usurpado.



Bahiatododia - o site da notícia - © Copyright 2011 a 2016 | Todos os direitos reservados.