Buscar: Newsletter:

Bahia

TRE-BA lança primeiro robô para testes com urnas eletrônicas

DO BAHIA TODO DIA 09/11/2015 | 17h30

A Secretaria de Tecnologia da Informação, através da Coordenadoria de Suporte e Voto Informatizado (COSUP), desenvolveu, em parceria com o SENAI CIMATEC, o ASIMOV-1, um dispositivo automatizado que tem como objetivo principal otimizar a realização de testes com urnas eletrônicas. O projeto, que teve início em janeiro de 2014, está em fase de fase de validação dos seus dois protótipos e a ideia é que sejam utilizados já na próxima Eleição.

Atualmente, os testes com urnas eletrônicas, que visam a mitigar riscos de falhas nos equipamentos no dia do pleito, são realizados de forma manual e, por isso, são insuficientes para simular a votação nos níveis reais de volume de atividades. "Com o ASIMOV-1 a simulação trará resultados mais eficazes, uma vez que será possível testar o sistema à exaustão", segundo André Cavalcante, Coordenador da COSUP e idealizador do Projeto.

Outra vantagem do processo de automatizado de testes é que o resultado de uma votação simulada pode ser conferido com o resultado do boletim de urnas (BU) emitido ao final da simulação. Isso não é viável quando é utilizada mão de obra humana, pois nos casos de inconsistência dos dados não seria possível identificar se o operador digitou algo errado ou se foi uma falha na urna.

O ASIMOV-1 é composto por 3 módulos (controle, acionamento do terminal do eleitor - ATE e acionamento do terminal do mesário - ATM) e funciona da seguinte forma: um arquivo com a relação dos eleitores e a sequência de votos é inserido no módulo de controle e ao iniciar a simulação, o módulo de acionamento do terminal do mesário digita no microterminal da urna eletrônica o número do título, após a habilitação do eleitor, o led indicador do microterminal muda de verde para amarelo, o módulo ATM reconhece essa mudança de cor e, então o módulo ATE iniciação a digitação dos votos no terminal do eleitor, ao final da votação o processo reinicia e continuar até o que todos os eleitores do arquivo inserido tenham votado.

Além de agregar valor ao processo de teste das urnas eletrônicas e ao processo eleitoral como um todo, o projeto Asimov traz economia de gastos com a utilização do pessoal do TRE na realização dos testes e simulados.

Ao final da fase de validação dos protótipos, será elaborado um termo de referência com vistas à aquisição de mais unidades dos dispositivos, através de licitação a ser realizada no início de 2016.

Outros usos possíveis para o ASIMOV-1 seriam sua utilização na votação paralela nos testes de segurança das urnas necessitando, entretanto, de concordância do TSE.



Bahiatododia - o site da notícia - © Copyright 2011 a 2016 | Todos os direitos reservados.